Fragmentos

Uma mocinha dos anos 50

Minha mãe é essa mocinha linda na foto. Ela morreu quando tinha 23 anos e eu tinha três. O nome dela era Neusa.

Não lembro muito dela, só dos seus vestidos coloridos e de saia larga, do batom vermelho e dos sapatos de salto alto, lindos, e que hoje seriam modernos. Me lembro desse vestido que ela veste na foto, era verde. Lembro tambem desse broche, eram dois tamanquinhos holandeses, cheios de filigranas, que tilintavam quando ela andava. Joias que se usava naquela época… E esse decote acho especial… Era mesmo uma mãezinha vintage.

A lembrança mais permanente que tenho dela é do cheiro de seus cabelos, parecidos com os meus, que faziam um tipo de cabaninha quando ela deitava do meu lado pra contar as histórias que me faziam dormir. Ali eu me aninhava, sentindo aquele cheirinho suave, um cheiro de flor, que me davam conforto, amor e segurança.

Minha mãe era uma linda garota dos anos 50, que gostava de dançar e namorar o meu pai, quase tão jovem quanto ela. Todo mundo diz que eles se amavam e gosto de pensar que aproveitaram bastante o pouco tempo de vida em comum que tiveram.

Hoje é aniversário de morte dela.
Todo ano eu me lembro dela nesse dia.

Seria maravilhoso se ela conhecesse meus filhos e netos, ela daria uma super vó e bisa, tenho certeza.

Te amo, mãe…